domingo, 29 de dezembro de 2013

A Inteligência da Alma - José María Doria

   "Num mundo como o atual, em que vendedores de ideias prometedoras dividem os anseios que buscam, a "Inteligência da Alma" ergue-se como uma síntese de sabedoria que, de uma forma não casual, inspira o leitor para a melhor atitude para percorrer "o dia de hoje" e dar sentido à sua vida.
   É um livro que alberga pensamentos lúcidos de muitos dos sábios que acompanharam o Homem ao longo de toda a sua História e que os coloca ao alcance do leitor com o intuito de lhe trazer clareza para caminhar neste mundo conturbado e saber sair da atual confusão de crenças e valores contraditórios.
   Encontramo-nos perante uma obra criada para explorar o "eu profundo" e descobrir a arte de Ser através do percurso quotidiano das 144 avenidas neuronais que a compõem. O autor sugere a leitura deste livro mediante a escolha de um número do 1 ao 144, para que se possa ativar a intuição da mente profunda. Desta forma, o leitor abrir-se-á à inspiração não casual que, uma e outra vez, responde com precisão à íntima procura do sujeito"

   Boas leitores...
   Aqui estou para dar-vos a última crítica do ano, que é mais um livro de auto-ajuda, para alegria de uns e tristeza de outros.
   Não é que possa já descrever muito o livro, depois da sinopse que quase coloca o livro como um deus, não é tão maravilhoso assim, mas é claro, cada um puxa a sardinha para a sua brasa. É um livro interessante pelas frases de pessoas famosas que tem nas 144 "avenidas neuronais". Já quanto a essas mesmas avenidas, algumas são impressionantes, outras parecem repetições de outras.
   O certo é que o livro também não é para ser lido como os outros, é uma página por dia, conforme o número que nos venha à cabeça, mas para mim digamos que me apareciam vários números ao mesmo tempo e então lia esses números todos.
   Para aquelas pessoas que acham que precisam de alguma ajuda espiritual, este é o livro para isso, vai ajudar-vos a ver que vocês é que são os movimentadores das vossas vidas, e não o destino, ou deus ou outros factores...
   Boas Leituras e um Bom Ano Novo!! ;)
6/10

André

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

O Amor é o Melhor Remédio - Jamie Reidy

   "Quando questionado pela mãe sobre o que fazia exactamente para ganhar a vida, Jamie Reidy apercebeu-se não só que não sabia responder-lhe mas também que tinha uma boa história para contar.
   Enquanto delegado de informação médica da Pfizer, responsável pela introdução no mercado do Viagra e de outros dos medicamentos mais receitados nos Estados Unidos, Jamie fazia parte de uma realidade que a muitos passava despercebida. Num tom descontraído e numa prosa repleta de vivacidade, o autor leva-nos aos bastidores da indústria farmacêutica norte-americana, descrevendo pormenores, práticas e comportamentos que a muitos leitores poderão parecer questionáveis, da parte de delegados, enfermeiros e médicos. Um livro revelador e fascinante, que não deixará ninguém indiferente."

   Merry Christmas leitores!
   Espero que o vosso Natal tenha corrido bem e que tenham recebido tudo aquilo que queriam. Como última prenda de Natal, e se calhar do ano, deixo-vos uma crítica. Este livro decidi adquiri-lo por causa do filme, como acontece muitas vezes, depois de ver certos filmes penso "se este filme foi baseado num livro então o livro deve ser também muito bom", por vezes é como aconteceu com Os Jogos da Fome por outras vezes, não, como aconteceu neste caso.
   O filme não podia ter sido mais diferente do livro, o filme incluiu romance que não existiu no livro e muitos outros parâmetros, mas a própria história do livro não passava do autor a relatar a sua vida desde que entrou na Pfizer e dos seus esquemas na empresa.
   No início, o livro tinha um tom divertido, descontraído e engraçado, no entanto, com o avançar das páginas e sem a mudança de tema, o livro foi tornando-se monótono, sem algo que atraísse o leitor e não o fizesse largar as páginas. Apesar da escrita ser relativamente boa, como se o autor tivesse a falar connosco, não era o suficiente.
   Em resumo esperava muito mais do livro sem ser uma auto-biografia cheia de relatos de como escapar ao trabalho e vender medicamentos. Início divertido, fim aborrecido.
   Se quiserem mesmo assim comprar o livro podem fazê-lo por este link: Wook
   Boa Leitura... ;)
4/10

André

domingo, 22 de dezembro de 2013

Death Note vol.8 - Target - Tsugumi Ohba & Takeshi Obata

   "Light Yagami is an ace student with great prospects - and he's bored out of his mind. But all that changes when he finds the Death Note, a notebook dropped by a rogue Shinigami death god. Any human whose name is written in the notebbok dies, and now Light has vowed to use the power of the Death Note to rid the world of evil. But when criminals begin dropping dead, the authorities send the legendary Detective L to track down the killer. With L hot on his heels, will Light lose sight of his noble goal... or his life?
   Target
   Light-working as Kira, the newest member of the NPA intelligence bureau, and L - has nearly succeeded in creating his ideal world. But the years of uncontested victory have made him complacent and he is unprepared for a new attack close to home. With his younger sister Sayu kidnapped and the NPA's Death Note demanded as ransom, Light must travel across the world and confront two new adversaries, each with a very different agenda.
   Will Light's quick wits be a match for this new challenge, or will he be forced to choose between Kira's ambitions and his own family's lives?"

   Hello readers!
   Aqui estou mais uma vez hoje para dar-vos mais uma crítica. Isto antes do Natal são só imensas ideias sobre o que podem oferecer. Desta vez é o 8º volume da colecção Death Note composta por 13 volumes.
   As minhas expectativas sobre este volume não se concretizaram, esperava que o volume atingisse uma fase que me fosse impossível parar de ler, no entanto com o que foi acontecendo só me apeteceu foi fazer diversas pausas na leitura.
   Mais uma vez parece que os autores decidiram empatar a história e dar-lhe mais capítulos do que o necessário, em 10 capítulos, acho que a história poderia ter sido contada em 4 ou 5, ou seja os outros capítulos todos foram simplesmente palha para mim.
   Houve apenas umas páginas que me alegraram mais na leitura por envolverem os deuses da morte e o mundo deles, de resto as estratégias do mundo humano foram simplesmente aborrecidas.
   Espero sinceramente que os próximos volumes melhorem porque se não esta colecção vai dimnuir cada vez mais as suas pontuações, o que é deveras mau.
   Se alguém quiser ler a crítica que fiz em relação ao volume anterior, sigam este link: Crítica - Death Note vol.7 - Zero
   Para poderem comprar este volume, sugiro que o façam por este link: Wook
   Boa Leitura... ;)
6/10

André

Amante de Sonho - Sherrilyn Kenyon

   "Grace Alexander, uma bonita terapeuta sexual de Nova Orleães, julgava estar destinada a uma vida sem paixão. Até ao dia em que a amiga Selena a convence de que, por artes mágicas, poderá convocar um escravo de amor durante um mês. Certa de que a magia da amiga irá falhar, Grace deixa-se levar pela brincadeira. Mas…
   «Caro leitor,
   Estar preso num quarto com uma mulher é fabuloso.
   Estar preso em centenas de quartos ao longo de dois mil anos não o é de todo. E estar amaldiçoado como escravo de amor para a eternidade, arruína qualquer guerreiro espartano. Como escravo de amor, sei tudo sobre as mulheres. Como tocá-las, saboreá-las e, acima de tudo, como dar-lhes prazer.
   Mas quando fui convocado para satisfazer as fantasias de Grace, encontrei a primeira mulher na história que me viu como um homem com um passado atormentado. Só ela se preocupou em levar-me para fora do quarto e mostrar-me o mundo.
   Ensinou-me a amar de novo.
   Mas eu não nasci para conhecer o amor. Fui amaldiçoado para caminhar sozinho pela eternidade. Como general, aceitara há muito a minha sentença. No entanto, agora encontrara Grace - a única coisa sem a qual o meu coração não consegue sobreviver. Poderá o seu amor curar as minhas feridas e quebrar uma maldição milenar?»
   Julian da Macedónia"

   Boas leitores...
   E cá estamos para dar mais uma crítica, mais uma prendinha de Natal, que podem aproveitar para ler. Este é o primeiro livro da colecção Predadores da Noite que é composto por imensos volumes, que estão para lá de 20, mas alguns ainda não estão publicados cá. Para além disso, muitos destes livros são como encruzilhadas de séries porque "atam" várias séries juntas. Felizmente este é como se fosse o volume 0 da série, ainda não tem muito a dizer.
   Quanto ao livro em si, achei que estivesse fantástico, a ideia do livro está muito boa, e a caracterização das personagens também, e como mete mitologia grega à mistura o livro fica ainda mais delicioso de se ler.
   Este livro não é nada aconselhado a pessoas púdicas ou muito jovens visto que tem imensas cenas eróticas e digo que em comparação com As Cinquenta Sombras de Grey, este livro está bem melhor escrito em todos os aspectos, e este é um livro de fantasia.
   Este livro tinha tudo para ter uma pontuação extremamente alta, mas infelizmente, o fim foi um pouco apressado de mais, aconteceu demasiado depressa e parece que foi uma coisa que não tinha muita importância e que podia ser colocada só como um pequeno pormenor. Foi a única falha, de resto gostei imenso de o ler e estou desejoso de ler o próximo volume para ver como será.
   Este meu livro tinha um conto extra, por ser edição especial, no entanto, esse conto extra não faz muito sentido para aqueles que não leram o livro Acheron visto que é com as personagens desse livro, mas está engraçado.
   Se quiserem comprar este livro basta seguirem por este link: Wook
   Boa Leitura... ;)
8,5/10

André

sábado, 21 de dezembro de 2013

Génesis 2 - Pedra - Wolfgang e Heike Hohlbein

   "Sob o gelo imutável da Antárctida ergue-se uma tenebrosa cidade de rocha. Memórias e sonhos sombrios revelam a pátria dos Grandes Antigos, um lugar que envenena a alma e onde a sobrevivência humana não tem lugar. A chegada de Ben e de Sasha à estação meteorológica, plantada no deserto de gelo da Antárctida, vai acordar a medonha Rainha de Gelo, uma criatura mítica geneticamente modificada. A suprema serva dos Grandes Antigos encarna o Mal Absoluto e prepara-se para a derradeira batalha pelo destino da Humanidade…
   Um thriller apocalíptico saído da mente do rei do fantástico."

   Hallo pessoal!
   Sei perfeitamente que este não é o livro que estou a ler, mas este foi um dos melhores livros que já li e adorei lê-lo e como já tinha posto o primeiro livro da trilogia no blogue mas depois não pus mais nenhum, decidi que mais vale tarde que nunca e portanto cá está. Considerem uma prenda de Natal!
   A história que estes dois autores criaram torna-se ainda mais fantástica neste segundo volume. Continuando a trama que se formou no primeiro de três livros, as personagens principais vêm-se envolvidos num cenário de absoluto terror, presos no meio de nenhures duma estação meteorológica.
   A escrita está fantástica viciando o leitor a ler mais e mais e mais. E as personagens tornam-se quase reais para o leitor ao ler o que pensam e o que fazem. Quanto ao mistério inerente a toda a história só cria mais suspanse e vontade de ler.
   Quem leu e gostou do primeiro volume vai adorar então o segundo e possivelmente o terceiro já que estes vão aumentando a emoção num climáx estrondoso! Para além de que introduz o leitor na mitologia dum outro escritor, H. P. Lovecraft, melhor escritor de terror do século XX, experimentem ler.
   Se quiserem comprar o livro, podem fazê-lo por este site: Wook
   Por outro lado, para verem a crítica ao primeiro volume, que foi feita já lá vão dois anos, basta clicarem no link seguinte: Crítica - Génesis 1 - Gelo
   Boa Leitura... ;)
9/10

André

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Queimada - P.C. Cast + Kristin Cast

   "A Casa da Noite aguarda-te. Num mundo igual ao nosso mas onde os vampiros não só existem como são tolerados, esta é a escola de referência. Um local cheio de perigos e segredos onde os jovens marcados têm dois destinos: ou se transformam em vampiros ou morrem destroçados.
   Zoey Redbird, vampira destinada a ser Alta Sacerdotisa, perdeu o seu caminho. Os imensos poderes que detém foram insuficientes para salvar uma das pessoas mais próximas de si, despedaçando a sua alma e coração. Agora o seu grupo de amigos tem de lutar para que ela regresse e ponha um fim às trevas que se apoderam da Casa da Noite.
   Mas o mal tem os seus próprios planos e estes não esperam por Zoey. Os vampiros enfrentam a maior ameaça de sempre e precisam de toda a força da jovem para lidar com problemas muito para além de novas raças de vampiros, imortais caídos em desgraça ou namorados. A escuridão apodera-se do mundo e apenas Zoey poderá lutar por um caminho ao encontro da luz… se não se queimar…"

   Boas-vindas leitores...
   Antes demais gostaria de dar as boas-vindas aos novos seguidores e aos novos gostos que tenho tido na página do Facebook deste blogue, que deixarei aqui para quem ainda não pôs: Página - Viagens por 1001 Mundos.
   Quanto ao livro de que esta crítica trata, é duma colecção que já não lia há 2 anos e meio praticamente ou seja estava um pouco enferrujada a história, mas lá andou com um pouco de óleo mental. Este é o 7º livro duma colecção com oito suponho (não tenho bem a certeza quanto a este ponto visto que há imensos livros destas autoras) felizmente está tudo publicado em português.
   Então, pontos bons, é uma leitura fresca, leve e que tem os seus momentos que atrai o leitor para a leitura, e como não é um livro grande (ronda as 300 páginas) não cansa o leitor. Quanto aos pontos maus, por vezes a escrita torna-se superficial e demasiado jovem (para além de um pouco insultuosa demais) onde há constantemente referências a marcas de produtos mundiais, como se estivesse a fazer publicidade o que não me parece lá muito bem.
   Mas acho surpreendente como não demorei muito a apanhar a história, mesmo tendo feito aquela pausa enorme entre o 6º e o 7º livro. Isto é um ponto positivo, visto que agora posso esperar mais dois anos e meio para ler o 8º (espero bem que isto não aconteça). E ainda quero ver se leio o próximo visto que este acabou em suspanse, para espicaçar o leitor a comprar o próximo volume.
   É um livro interessante que para quem lê a colecção deve gostar, se quiserem saber da crítica ao volume anterior a este basta seguirem este link: Crítica - Seduzida
   Se ainda não sabem o que oferecer no Natal, e estiverem a pensar neste livro, então comprem-no por este link, assim oferecem-me prendas também a mim: Wook
   Boa Leitura... ;)
6,5/10

André

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

A Lenda de Sapphique - Catherine Fisher

   "Ele foi o único que escapou. 
   Agora tem o poder de os salvar... ou destruir.
   Finn conseguiu fugir de Incarceron, a terrível prisão viva e o único lar de que tem memória, mas a liberdade está longe de ser o que imaginava...
   Cláudia acredita que, se Finn reclamar o direito ao trono do Reino, será capaz de libertar Keiro da temível prisão; mas o Exterior não é o paraíso idílico com que Finn sonhava e o jovem vê-se subitamente prisioneiro de um obscuro jogo de intrigas e mentiras, que adia os seus planos.
   Entretanto, na obscuridade de Incarceron, os prisioneiros falam de um homem lendário - Sapphique, o único que conhece os segredos e o único capaz de destruir a prisão. São inúmeras as histórias sobre as suas façanhas, mas haverá alguma verdade nelas? Será que ele existe mesmo?
   Dentro e fora, todos aspiram à liberdade... como Sapphique."

   Olá leitores!
   Mais um livro para terem uma crítica, para se decidirem quanto a ler ou não. Este é o segundo e último livro da saga Incarceron.
   É uma leitura um pouco esquisita ao início porque começa logo com a acção inacabada do livro anterior. Ou seja o leitor tem de se ambientar depressa para não perder muito.
   Quanto ao desenrolar da história está muito boa, principalmente os plot twists que existem ao longo do livro e que aumentam o gosto do leitor pelo livro. O facto dos capítulos serem com perspectivas de pessoas da prisão e do Exterior no mesmo tempo torna tudo mais interactivo.
   As personagens é que não foram muito aprofundadas, parecia que não sabíamos muito delas, para além das informações que as outras personagens estavam sempre a dizer, nomeadamente do Finn. E outro pormenor foi que pareceu-me que ao longo do livro foram-se perdendo pontas soltas que não chegaram a ser explicadas, o que foi uma grande falha para mim.
   No entanto, ao chegar às páginas finais é normal que o leitor goste do que tenha lido, é uma boa história e uns bons momentos de leitura. Se quiserem comprar o livro podem fazê-lo por aqui: Wook
   Para verem a crítica feita ao volume anterior a este, caso estejam interessados, basta clicarem no link seguinte: Crítica - Incarceron
   Boa Leitura... ;)
7,5/10

André

domingo, 8 de dezembro de 2013

A Promessa de Kushiel - Jacqueline Carey

   "Phèdre está presa e na iminência de se entregar à morte. Mas os deuses ainda não deram a sua missão por terminada…
   Um golpe do destino restitui-lhe a liberdade, e a misericórdia permite-lhe sobreviver a uma morte quase certa. Mas, embora a traição que pesa sobre o trono de Terre d’Ange tenha o seu desfecho iminente, Phèdre vê-se empurrada para longe da sua pátria, para terras desconhecidas e múltiplos perigos…
   Desespero, dor, traição, expiação… mas também prazer, júbilo, amizade e redenção.
   Cativa em terra estrangeira, sem o seu Companheiro Perfeito e os seus chevaliers, todos parecem querer impedi-la de salvar a sua rainha da ameaça que sobre ela paira. Mas, escrevendo direito por linhas tortas como fazem os deuses, Naamah, Kushiel, Cassiel e Asherat-do-Mar parecem conspirar para um culminar dramático em La Sereníssima. Triunfarão a honra e a justiça sobre as forças de cobiça e ambição? Logrará Phèdre denunciar os traidores que ameaçam Terre d’Ange e trazer a paz de novo à sua amada pátria? E ao seu coração atormentado?"

   Boas pessoal...!
   Isto tem estado um pouco às moscas bem sei, mas o trabalho tem sido imenso! Mas nada disso importa agora, porque está cá uma crítica nova e isso é que interessa!
   Este é o quarto livro da saga de Kushiel, a qual é composta por 6, todos publicados cá em Portugal, mas se quiserem comprar o último terão de fazê-lo pela editora, porque como não tiveram grande sucesso não se vende nas grandes superfícies.
   E entendo um pouco esse ponto de vista, os volumes até agora estavam relativamente bons, no entanto, este achei que já estivesse a engonhar um pouco, como se a autora estivesse a encher chouriços para poder ter mais livros. A história podia ter acabado num 3º livro, no entanto são 6 deles, ou seja, muita palha pelo meio. E foi o que aconteceu com este, o enredo central foi passado para segundo plano nesta obra e a protagonista do livro passou a andar por meio mundo para conseguir chegar ao mesmo sítio.
   Por outro lado, apesar da escrita estar boa e da autora conseguir desenvolver bem as personagens, as principais quase não aparecem na obra toda. Um dos assuntos centrais no 2º e 3º livro não aparece neste 4º o que achei um pouco mau.
   Tenho uma opinião que é: ou a autora melhora a história a um nível enorme nos últimos dois livros, ou vai diminuir o entusiasmo pelos mesmos. Terei de esperar para saber, o que vai demorar porque não tenho nenhum livro desta saga para ler, talvez receba algum no Natal.
   Se quiserem comprar este livro podem fazê-lo por aqui: Wook
   Para poderem saber mais sobre a saga, nomeadamente sobre a crítica do volume anterior basta clicarem no link seguinte: Crítica - A Eleita de Kushiel
   Boa Leitura... ;)
6/10

André

   

domingo, 1 de dezembro de 2013

Teias de Sonhos - Anne Bishop

   "Teias de Sonhos é a forma ideal de travar conhecimento com o mundo negro e fantástico de Anne Bishop. Depois da aclamada Trilogia das Jóias Negras, Teias de Sonhos vai ainda mais longe e faz incidir a luz sobre os acontecimentos mais ocultos do passado de cada uma das suas fascinantes personagens.
   Qual a origem das jóias e do seu poder? Qual o passado de Saetan, o Senhor Supremo do Inferno? O que esconde a vida pessoal do misterioso Lucivar? Conseguirá Jaenelle ser feliz ou terá sacrificado a sua felicidade com Daemon para poder salvar o mundo?
   Com um enredo tão sensual quanto perverso, Anne Bishop oferece-nos mais uma prova irrefutável de ser uma das vozes mais fortes da dark fantasy."

   Boas leitores...
   Aqui estamos nós na recta final do ano, a terminar todos os livros que prometemos ler e a tentar terminar todos os desafios que fizemos a nós mesmos de que leríamos mais este ano. Eu cumpri esse desafio, este ano já li perto de 80 livros, mais 20 do que o ano passado, e espero que chegue aos 25, ou 30, quem sabe.
   Falemos então deste livro, que não tem um seguimento nem livros anteriores propriamente dito, apesar de ser preferível ler este livro após o leitor ter lido a Trilogia das Jóias Negras visto que a obra tem 4 histórias, das quais 2 delas passam-se após a trilogia. E contando também com o facto de que uma pessoa que não tenha lido a trilogia não vai entender metade das histórias por não saber como é o mundo destes livros ou como são as personagens.
   Mas para os que já leram a trilogia e estão indecisos sobre se ler ou não este livro, eu aconselho a fazerem, são quatro histórias muito boas que trazem novas versões das personagens que conhecíamos e que adorávamos. Com uma grande pitada de humor e leveza nestes contos que não se encontrava na trilogia em si, o leitor lê de uma forma mais descontraída e sem a tensão que Anne Bishop causa no seu suspanse maravilhoso.
   Só o primeiro conto é que é um pouco confuso, de resto os outros três são fáceis de compreender e na perspectiva das personagens masculinas mais importantes da trilogia Lucivar, Saetan e Daemon.
   Como já disse, é um livro que aconselho a lerem, podem comprar o livro através deste site: Wook
   Boa Leitura... ;)
8/10

André