quinta-feira, 30 de maio de 2013

Booking Through Thursday - Ideal

   Eu quero que penses na tua experiência ideal de leitura. Pensa sobre a localização. (a tua cama? cadeira favorita? a praia? dentro ou fora de casa?). Pensa sobre os sons. (Há música a tocar? Crianças contentes a brincar no pátio? Silêncio?) Há algum snack ou comida perto? Estás sozinho ou com amigos/família (provavelmente quietos o suficiente para conseguires ler em paz)? Que tipo de luminosidade há? Estás vestido com alguma coisa ultra-confortável? Qual é a tua posição? Enrolado? Esticado?
   Agora... descreve para que possamos sentir exactamente quão perfeito é... e porquê.

   André: Bem eu acho super confortável e mega aconchegante estar deitado na cama com uma roupa tipo fato de treino ou pijama a ler quando o tempo está horrível, mais no Inverno, quando está chuva e trovoada e tudo o mais. Ou então a ler na sala com a lareira acesa, naquele espírito bastante natalício ou mesmo invernal. Quando é verão... ou melhor quando está calor, gosto de estar um pouco ao sol, sentado numa espreguiçadeira ou uma cadeira confortável e a ler, mas não na praia. Aí distraio-me muito mais facilmente e tenho muito mais vontade de estar na água.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

A Morte Melancólica do Rapaz Ostra & Outras Estórias - Tim Burton

   "Nas suas fantasias cinematográficas, Tim Burton desvenda um universo de estranhas criaturas, aliando o onírico ao macabro.
   Agora em livro, o autor forja um elenco de crianças enternecedoramente desajustadas que se esforçam por ser amadas neste terrível mundo cruel. São vinte e três histórias de humor sinistro, ilustradas a caneta, lápis e aguarela, em que as personagens, heróis com corpos deformados e hábitos invulgares, projectam os nossos próprios sentimentos de alienação, fazendo-nos rir de uma infância que julgamos ter deixado para trás."

   Boas leitores...
   Não se passou muito desde a última vez que cá estive mas ainda bem, significa que há mais críticas a caminho. Desta vez um livro muito peculiar, um livro certamente "one of a kind". Do famoso realizador Tim Burton apresento-vos esta obra.
   Como diz a sinopse são 23 histórias, ou devo dizer, estórias, em verso cheias de magníficas ilustrações, que fazem o leitor rir a cada página. Ou seja são umas 120 páginas de riso e diversão.
   Apesar de um pouco estranhas, estas histórias fazem o leitor rir com a descabidez dos assuntos ou até mesmo criar uma certa empatia pelas personagens fictícias. Tenho de dar os meus parabéns ao(s) tradutor(es) por esta obra, traduzir um poema do inglês para o português só por si não é muito fácil, devido às rimas e às métricas, quando mais traduzir 23 poemas, apesar de pequenos.
   Não há muito mais para dizer sobre este livro, não tem enredo, não tem continuação. É um livro engraçado para se oferecer aos amigos ou para a própria pessoa ler e rir-se nem que seja um pouco. Se quiserem comprar o livro podem fazê-lo aqui: Wook
   Boa Leitura... ;)
7/10

André

domingo, 26 de maio de 2013

Heresia - S. J. Parris

   "Inglaterra, 1583. Um país inundado pela paranóia e pela conspiração, mas um porto de abrigo para um monge radical em fuga. Giordano Bruno, com as suas teorias de astronomia, fugiu da Inquisição para a corte de Isabel I. Ali, atrai as atenções de Francis Walsingham, chefe dos espiões e inimigo dos conspiradores católicos. Bruno é infiltrado na Universidade de Oxford, que se crê ser um antro de dissidentes franceses.
   Rapidamente dá por si envolvido nas intrigas do colégio universitário e distraído por uma bela jovem. Pouco depois, começa a investigar uma série de assassinatos horríveis, relacionados entre si por cartas com pistas. As cartas sugerem que as vítimas eram culpadas de heresia. Mas estará Bruno a ser ajudado ou induzido em erro, ou será ele o próximo alvo? Perseguindo um assassino astuto e determinado pelos claustros sombrios de Oxford, Bruno apercebe-se de que nem sempre os sábios conseguem distinguir a verdade da heresia. Mas alguns estão prontos a matar por ela!"

   Olá leitores!
   A Feira do Livro de Lisboa já abriu! Já foram lá fazer muitas compras? Espero que sim, eu ainda só lá fui uma vez mas tenho de dizer que está espectacular, como sempre, ainda tenho de lá ir aproveitar bem aqueles preços.
   Quanto a este livro, um pouco estranho tenho de dizer, mas engraçado até. É o primeiro volume duma colecção (quando o comprei não fazia a mais pálida ideia que pertencia a uma colecção) com o segundo volume já publicado cá e com outros volumes ainda não publicados, espero que o sejam e que Portugal também os publique.
   Agora o enredo do livro é uma junção digamos... diferente. Um policial a passar-se no século XVI em plena universidade de Oxford com uma personagem principal italiana, uma junção que não imaginaria nunca. Mas tenho de admitir que até deu um bom resultado.
   Inicialmente um pouco diferente do resto do livro, pensei que houvesse mais intriga entre o pessoal, ou que desenvolvesse um pouco mais, afinal a história passa-se em cerca de 4 ou 5 dias. Mas em relação a qualidade de policial está muito bom, não consegui achar o verdadeiro assassino até bem tarde no livro. Em relação à sinopse ou às coisas que estão escritas na contracapa acho que não têm muito haver com a história em si, tal como a capa do livro que indica mais um livro de fantasia do que policial.
   Com uma escrita um pouco descritiva demais atrasei-me mais do que devia, também devido ao pouco tempo. Mas com um pouco de esforço consegue ler-se aquilo rápido.
   Bem, um livro razoável, se quiserem aventurar-se a lê-lo, ou a comprá-lo mesmo, podem fazê-lo aqui: Wook
   Boa Leitura... ;)
6/10

André

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Booking Through Thursday - Infância vs Adulto

   Os teus hábitos de leitura mudaram desde a tua infância? (quero dizer, estou a assumir que tens menos tempo para ler agora) Devoravas ou absorvias livros quando tinhas 10 anos e agora só os lês levemente? Relias frequentemente quando eras criança, mas agora só lês livros novos? E quanto ao tipo de livros? Ainda te vês atraído pelos mesmos tipos de livros de quando eras criança?

   André: Os meus hábitos de leitura não mudaram muito desde a minha infância, sempre li muito, é verdade que agora tenho menos tempo mas ainda leio bastante. Continuo a devorar livros se forem espectaculares. Quanto a reler livros, antes fazia isso mais, mas como agora tenho livros novos constantemente já não o faço. Em relação ao tipo de livros continuo a preferir uma boa história de aventuras que envolva dragões ou magia pelo meio, é sempre um livro awesome.

domingo, 19 de maio de 2013

Para a Minha Irmã - Jodi Picoult

   "Anna não está doente, mas bem poderia estar. Aos treze anos de idade já passou por várias operações, transfusões e injecções para ajudar a irmã, Kate, que sofre de leucemia. Anna nasceu com essa finalidade, disseram-lhe os pais, e é por isso que eles a amam ainda mais.
   Mas agora ela não pode deixar de se questionar sobre como seria a vida dela se não estivesse presa à irmã... e toma uma decisão que, para a maioria das pessoas da sua idade, seria quase impossível."

   Boas pessoal...
   Antes de começar a crítica deixem-me largar as poucas notícias que até já devem saber. O momento que muitos bookaholics esperam está a chegar, a Feira do Livro, desta vez vem muito mais tarde (infelizmente, visto que calha na minha altura de exames), vai começar daqui a 4 dias, dia 23 de Maio e acaba dia 10 de Junho, vai contar com a Hora H (de 2ª a 5ª feira das 22h às 23h livros com grandes descontos) e muito mais, apareçam e aproveitem!
   Agora quanto ao livro, é o primeiro da autora que leio e portanto não tinha muitas expectativas, apesar de me terem dito que este livro era bastante bom, tal como o filme que se baseou nesta obra.
   Inicialmente achei um pouco esquisito, pormenorizado demais quanto à doença em questão que a irmã da protagonista tem, achava um pouco desnecessário. Mas, depois de algum tempo de leitura fui habituando-me a esse tipo de pormenor.
   Achei bem feito aqueles parágrafos que iam revelando a história daquela família no passado e como é que tudo aquilo tinha acontecido e como é que tinham chegado ali.
   Estava bem escrito, mas fiquei um pouco desiludido por certas coisas terem ficado em aberto sem qualquer final. E por outro lado o fim surpreendeu-me imenso, não estava nada à espera mas estava muito bom, apesar de não ser do meu gosto.
   É um romance que aconselho a ler se não tiverem leituras mais urgentes. Ainda terei de ler mais algum livro desta autora para testar os métodos de escrita dela. Se quiserem comprar este livro podem fazê-lo aqui: Wook
   Boa Leitura... ;)
7/10

André

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Booking Through Thursday - Vindas

   Que livros é que te vês a voltar a lê-los? Clássicos de infância? Os favoritos do liceu? Algo que te tocou e te fez desejar voltar a lê-lo?
   (porque existe sempre algum livro que só nos apeteça aconchegarmos com ele, mesmo que não tenhamos o hábito de reler livros? Mesmo que não tenhamos tempo para lê-los devagar e longamente.)

   André: Existem alguns livros que me dão aquela vontade de voltar a lê-los. Aqueles que li na adolescência que envolviam dragões, foram sempre as criaturas que mais me entusiasmaram, por isso livros como Eragon ou O Voo do Dragão dão me sempre uma enorme vontade de lê-los novamente, só o facto de ter outros livros para ler é que me impede de o fazer.

domingo, 12 de maio de 2013

Viver Todos os Dias Cansa - Pedro Paixão

   "Sem sinopse"

   Olá outra vez leitores...
   Aqui estou eu desde ontem com mais um livro para colocar aqui. Outro de um autor português, neste caso, Pedro Paixão, único escritor português com livros editados que já falei e digo que é muito bom escritor, não só por este livro mas também por outros textos que já li dele.
   Agora começando com a crítica, o início foi um pouco esquisito, possivelmente porque começou de forma abrupta e como nunca tinha lido um livro mesmo do autor não sabia como seria o estilo dele, mas depressa me habituei e percebi que o livro era um conjunto de histórias e não uma única.
   Depois de ter percebido isso o livro tornou-se muito mais delicioso e surpreendente. O certo é que muitas vezes senti o desabafo e a tristeza das histórias e senti mesmo muitas vezes que viver todos os dias cansa, uma triste verdade.
   Por ser um livro pequeno e de leitura fácil, li-o rapidamente como viram e portanto não se preocupem se não gostarem do livro conseguem acabá-lo rapidamente, mas acho mesmo que vale a pena ser lido, poderão identificar-se com algumas das histórias e possivelmente partilhar alguns dos sentimentos que são expostos no livro.
   Só tenho pena que o livro não tenha nenhuma sinopse, seria muito melhor para todos poder obter alguma informação acerca do livro antes de o comprar. Mas compreendo também o quão difícil deve ser criar uma sinopse para esta obra.
   Se quiserem comprar o livro podem fazê-lo aqui: Wook
   Boa Leitura... ;)
8/10

André

sábado, 11 de maio de 2013

Cloud Atlas (Atlas das Nuvens) - David Mitchell

   "Um viajante forçado a atravessar o oceano Pacífico em 1850; um jovem compositor deserdado, entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial; uma jornalista com princípios morais na Califórnia do governador Reagan; um editor menor fugindo aos seus credores mafiosos; o testamento de uma "criada de restaurante" geneticamente modificada, ditada na ala da morte; e Zachry, jovem ilhéu do Pacífico que assiste ao crepúsculo da ciência e da civilização.
   Seis vidas entrecruzadas - uma aventura extraordinária. Numa narrativa que dá a volta ao mundo e se estende desde o século XIX até a um futuro pós-apocalíptico, David Mitchell derruba as fronteiras do tempo, dos géneros literários e da linguagem para nos proporcionar uma visão arrebatadora da perigosa ânsia da humanidade pelo poder e até onde ela nos pode levar."

   Boas pessoal...
   Antes de mais nada, eu sei que demorei bastante a colocar este livro aqui, mas esta semana e as próximas que se avizinham irão ser caóticas, por isso espero que consiga ler o máximo que puder.
   Quanto a este maravilhoso livro tenho de afirmar que é uma excelente obra prima feita de uma forma brilhante. Eu vi o filme primeiro e fiquei completamente apaixonado pelo filme por isso pensei que talvez o livro fosse parecido, e não me enganei.
   Inicialmente fiquei de pé atrás porque no livro o formato de passagem entre as épocas não era à mesma frequência que o filme, mas percebi que tudo não passava de um desígnio maior e que ficava de um brilhantismo ainda melhor da forma como estava no livro.
   Mas em relação ao enredo do livro e às seis histórias tenho de dizer que estão excelentes, cada uma escrita de forma diferente tornando-as únicas à sua maneira. Apesar de gostar de umas épocas mais que outras todas elas estão muito boas. A minha preferida foi a época futurista, de dois mil cento e qualquer coisa, mas isso deve-se mais ao meu lado da ficção que apela ao meu ser. A que menos gostei foi possivelmente a de 1850 visto que não aprecio muito romances históricos, mas estava bem escrito até e gostei do formato de diário.
   É um livro que aconselho vivamente a lerem. Se quiserem comprá-lo podem fazê-lo aqui: Wook
   Boa Leitura... ;)
9/10

André

  

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Booking Through Thursday - 50

   O meu cunhado fez 50 esta semana. Por isso, em honra dele, por favor pega no livro mais próximo, ou o livro que estiveres a ler actualmente e vai até à página 50 e partilha as primeiras 50 palavras com o resto de nós.
   (sente-te à vontade para começar e acabar com frases inacabadas)

   André: “…meu caro Adam, é que seja um paciente cumpridor! Faça favor de tomar os meus pós e retire-se para o seu camarote. Irei vê-lo antes de me deitar.

   O meu médico é um diamante em bruto, um diamante de primeira água. Enquanto escrevo estas palavras, chegam-me aos olhos lágrimas de…” - in Cloud Atlas


quinta-feira, 2 de maio de 2013

A Sociedade das Trevas - Anthony Horowitz

   "Embora nunca soubessem quem eram, nem de onde tinham vindo, o gémeos Scott e Jamie Tyler sabiam possuir poderes extraordinários. Quando Scott é raptado pela sinistra Nightrise Corporation e Jamie é acusado de assassínio percebem que terão de usar esses poderes para sobreviver.
   Mas Jamie é catapultado para o passado onde se vê confrontado com todo o horror dos Velhos. Aí, ele fica a saber que é um dos cinco Guardiães, cujo poder é a única força capaz de fazer face ao caos eterno. Finalmente juntos, os Cinco terão de defrontar as forças do Mal e sair vitoriosos."

   Boas leitores...
   Bem-vindos a Maio, esperemos que este mês esteja cheio de surpresas (e digo-vos já que em breve (dentro de um mês ou dois) aparecerá uma nova surpresa aqui no blogue) e esperemos pelo início dos saldos dos bookaholics, a Feira do Livro.
   Quanto ao livro em questão, pertence à colecção O Poder dos Guardiães composto por cinco livros do qual o último não está publicado em Portugal, e nem sei se será publicado.
   É um livro que continua na mesma linha de qualidade que os outros dois apesar de ter dois pontos que me perturbaram um pouco a meio da história.
   Esse tal ponto refere-se à passagem da personagem principal dum mundo para o outro sem qualquer explicação, foi simplesmente dum capítulo para o outro ele estava noutro lado, foi muito repentino e sem qualquer explicação. O outro ponto foi logo o ínicio pelo facto de este livro ser numa perspectiva diferente, pensava que fossem todos com a mesma personagem, mas pronto isso não é muito grave.
   Quanto ao resto, a obra continua boa e a escrita do autor continua bastante envolvente, fazendo os leitores absorverem cada palavra num ritmo alarmante.
   Se quiserem comprar o livro podem fazê-lo aqui: Wook. Podem também aproveitar e ler a crítica do volume anterior da colecção se seguirem o link seguinte: Crítica - A Estrela Maldita
   Boa Leitura... ;)

6,5/10

André

Booking Through Thursday - Que mais?

   Qual é o teu hobbie favorito sem ser ler?

   André: Hmmm pergunta difícil, tenho tantos hobbies, gosto imenso de escrever também, desenhar, ver séries, passear com os amigos (principalmente)... Mas ler é aquela coisa... Está lá no topo ahahahah.