quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Booking Through Thursday - Carregadores

   Levas os livros que lês quando sais? Como? Fisicamente ou num e-reader de algum tipo? Os teus hábitos de levares livros mudaram? (eu sei que levava mais vezes livros quando estudava do que agora, que não posso ler enquanto conduzo para o trabalho)

   André: Eu tenho sempre a tendência de levar o livro que estou a ler na altura para todo o lado. Levo sempre para a faculdade e para outros sítios mesmo que saiba que o mais provável é não ler, mas olha sempre há aquela ínfima possibilidade de conseguir ler um pouquinho... Who knows.

domingo, 23 de setembro de 2012

Rainha das Trevas - Anne Bishop

   "Há setecentos anos, num mundo governado por mulheres e onde os homens são meros súbditos, uma Viúva Negra profetizou a chegada de uma Rainha na sua teia de sonhos e visões.
    E agora, a Corte das Trevas foi estabelecida...
   Incapazes de atingir Jaenelle, a jovem Rainha, os membros corruptos dos Sangue fazem um jogo perverso de diplomacia e mentira, procurando destruir aqueles que sempre deram tudo por ela. E revertem as culpas para o seu tutor, Saetan, que passa a ser visto como a maior das ameaças ao poder instituído.
   Com Jaenelle como Rainha, a chacina do povo e a profanação das terras irá terminar. Porém, onde se fechou uma porta poderá abrir-se uma janela... E mesmo que Jaenelle possa contar com os seus aliados, talvez não seja suficiente: só um terrível sacrifício poderá salvar o coração de Kaeleer…"

   Olá leitores
   Mais uma vez este mês aqui estou eu, e espero estar ainda mais vezes este mês, significa que ando a ler muito. Aqui está o final duma trilogia bastante apreciada, de uma grande autora, Anne Bishop.
   A escrita continua tão boa como no livro anterior, e visto que o leitor já sabe como é o funcionamento do universo de Bishop consegue aproveitar o livro ao máximo.
   Há cenas espectaculares que me emocionaram muito de tão bem escritas e descritas estavam. Deixem-me aproveitar e informar também que tem algumas cenas um pouco mais sensuais e com outro cariz que não são muito aconselháveis a crianças.
   Só houve uma pequena coisa que me incomodou no livro, o fim. Não achei que estivesse ao mesmo nível que o resto do livro, pareceu-me que faltava ali qualquer coisa, uma pitada de algo. Acabou sem muitas explicações nem descrições de uma certa coisa.
   Mas enfim como não se pode agradar a gregos e a troianos deixo-vos aqui a pontuação deste livro e já agora o link do livro anterior a este para se quiserem dar uma vista de olhos: Crítica - Herdeira das Sombras
   Se quiserem comprar esta obra: Wook
   Boa Leitura... ;)
8/10

André 

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Booking Through Thursday - Rápido!

   Rápido - O que é que estás a ler agora? (sem ser esta pergunta claro.) Recomendarias? É sobre o quê?

   André: Agora mesmo, sem ser a pergunta estava a ler a revista da National Geographic ainda do mês de Agosto, um artigo sobre os gansos-patola, deveras interessante. Mas acho que todos os artigos que venham da National são interessantes, aumentam a cultura... :P

sábado, 15 de setembro de 2012

Os Guardiães dos Mortos - Ricardo Pinto

   "O segundo livro da trilogia A Dança de Pedra do Camaleão retoma os acontecimentos do final do volume inicial. Carnelian e Osidian - o Imperador Deus eleito - adormecidos no paradisíaco Jardim Proibido do Yden, são drogados, raptados e colocados em urnas funerárias. Osidian, traído pela própria mãe, Ycoriana, em favor do seu gémeo Molochite, e o companheiro serão salvos mas feitos prisioneiros pelas tribos do Céu da Terra. Para entender plenamente a trama deste livro urge contudo ter lido o primeiro volume da saga, porque aquilo que Ricardo Pinto faz é prosseguir a complexa construção de um mundo ficcional alicerçado em pressupostos de uma notável consistência. Em Os Escolhidos, o enredo decorre nos territórios estritamente reservados à casta dominante, a elite que a si própria se designa divina e cujas leis são implacáveis e cruéis. Os Guardiães dos Mortos é de certa forma o reverso do primeiro livro, criando com a mesma acuidade o tumultuoso mundo dos que vivem fora das muralhas daquele universo esplendoroso. E é com base numa visão verdadeiramente antropológica que Ricardo Pinto nos revela o modo de vida destes "bárbaros" que têm a sua própria organização social, a sua identidade, um modo radicalmente outro de encarar o ambiente e as estruturas de poder. Face aos novos desafios, cresce entretanto o antagonismo entre os dois rapazes: Carnelian aprende a compreender os costumes da tribo que os acolhe, Osidian congemina sombriamente a vingança, tirando partido de manipulações destinadas a corromper e dividir os Homens da Planície em proveito próprio. Os Guardiães dos Mortos, o segundo momento desta saga, conserva toda a força narrativa que lhe conhecemos no primeiro volume, assegurando a Ricardo Pinto o lugar único que já conquistou na fantasia épica, como autor de algo que "permanece na memória como um sonho estranho e perturbador" (Interzone)."

   Boas pessoal...
   Mais uma vez não sei quanto tempo sem cá por críticas nenhumas, mas como bem sabem a vida não está fácil e por isso o tempo não tem sido muito.
   No entanto depois desta sinopse, que digamos de passagem é gigantesca e no entanto não diz quase nada do livro, o que por um lado é mau, porque mais de metade do livro é só a embelezá-lo em vez de contar a história, o que parece dizer "já que a história não é nada de especial vamos salientar outros pontos."
   Mas tenho a dizer que entre este livro e o primeiro preferi mil vezes este. Está mais activo, mas entusiasmante, com transmissão de raiva principalmente com nojo e vontade própria de matar uma certa personagem...
   Ainda assim há partes um pouco extensivas exageradamente tal como partes pouco descritas nem com um pormenor a dizer que já se passou não sei quanto tempo.
   Tenho a dizer que não pensei que me enganasse tanto no carácter duma personagem, houve alguém que mudou completamente a personalidade parecia adorável e tornou-se em alguém completamente oposto ao que era, fiquei espantadíssimo.
   Se o terceiro e último volume mantiver a categoria deste não ficarei desiludido com a colecção.
   Se quiserem saber mais sobre a colecção e o livro anterior basta seguirem o link: Crítica - Os Escolhidos
   Para comprarem o livro sigam o link: Wook

   Boa Leitura... ;)
6,5/10

André

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Booking Through Thursday - Organização

   Como é que organizas/armazenas os teus livros? Muda-los muitas vezes? Ou preferes pô-los na estante e deixá-los assim até voltares a precisar deles?

   André: Sinceramente eu a cada semana olho para as estantes a ver se gosto da disposição dos livros assim e como é que poderia mudá-los de organização, mas muitas vezes deixo-os estar como estão. Por outro lado também há situações em que só por ir por um livro lá mudo a disposição de quase tudo, só para poder ficar bonitinho e do jeito que quero... :P

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Booking Through Thursday - Livros escolares

   Todos nós tivemos de ler coisas na escola que não gostámos... Mas e então aquilo que tiveste de ler para a escola e que acabaste por gostar (ou amar)? Um autor que descobriste? Um género que nunca tenhas pensado?

   André: Isso aconteceu-me no meu 12º ano, tinha para leitura obrigatório O Memorial do Convento de José Saramago e eu achava que isso ia ser uma seca e no final não o foi assim tanto. Já tinha lido uma vez José Saramago, o livro Caím por isso o autor não me era desconhecido. Foi uma leitura agradávelmente surpreendente.

sábado, 1 de setembro de 2012

Os Melhores Contos de H. P. Lovecraft Volume 4 - Howard Phillips Lovecraft

   "O mestre do horror clássico está de volta com contos que ajudaram a moldar a definição de horror na literatura. Com tradução do Prof. José Manuel Lopes, este é mais um volume que ficará para a história do género em Portugal.

Índice de Contos:

As Ratazanas nas Paredes
A Maldição que se abateu sobre Sarnath
A Árvore
O Pântano da Lua
A Demanda Onírica da Kadath Desconhecida
O Modelo de Pickman
Nyarlathotep
Ex Oblivione
O Caso de Charles Dexter Ward
Horror em Red Hook"

   Boas pessoal...
   Mais uma vez hoje lamento imenso o tempo que vos tenho feito esperar por coisas frescas aqui no blog, mas estas férias não foram da melhores em relação à leitura, mas agora que estão a acabar, os hábitos estão a voltar, graças a deus.
   Quanto a este livro, o 4º de uma colecção de 5 é mais ou menos. Tem contos muito bons daqueles que fazem ter medo e ao mesmo tempo desejo de ler mais, como por exemplo A Malidção que se abateu sobre Sarnath ou ainda A Árvore entre outros.
   Por outro lado está aqui o maior conto escrito por H. P. Lovecraft O Caso de Charles Dexter Ward, também muito interessante mesmo.
   Claro que há contos que são mais ou menos e outros menos bons, no entanto compensa ler este livro, nem que seja por aqueles contos que nos fazem olhar por detrás dos ombros e para os cantos obscuros a pensar se estará lá realmente alguma coisa.
   É um bom livro e aconselho a todos, afinal este é o melhor autor de terror do século XX. Se quiserem saber mais sobre os outros volumes desta colecção sigam o link: Crítica - Os Melhores Contos de H. P. Lovecraft Volume 3
   Se quiserem comprar o livro: Wook
   Boa Leitura... ;)
7/10

André