quinta-feira, 29 de março de 2012

Booking Through Thursday - Relativa

   Algum tempo atrás, entrevistei os meus leitores para variar e a minha questão final era, "Que pergunta é que NÃO FIZ no BTT que gostarias que eu perguntasse?" obtive grandes respostas e vou colocar algumas de tempos a tempos para vos perguntar, como agora o Ted e a Sarah fizeram ambos perguntas semelhantes relativas a personagens:
   O Ted perguntou « Existe alguma personagem ficcional que tu já tentaste igualar ou exceder? Quem e porquê?»
   A Sarah perguntou «Que personagem literária é que achas mais parecido contigo ao nível de personalidade e sabedoria?»"

   André: Quanto à primeira pergunta, de que me recorde acho que não, quer dizer já tentei ser esperto, sábio, persistente e muitas outras coisas graças a muitos livros mas não em relação a personagens. Quanto à segunda pergunta não faço a mais pálida ideia, não me vem nenhuma personagem à cabeça quando penso a nível de personalidade ou sabedoria.

terça-feira, 27 de março de 2012

A Dança dos Dragões - George R. R. Martin

   "O Norte jaz devastado e num completo vazio de poder. A Patrulha da Noite, abalada pelas perdas sofridas para lá da Muralha e com uma grande falta de homens, está nas mãos de Jon Snow, que tenta afirmar-se no comando tomando decisões difíceis respeitantes ao autoritário Rei Stannis, aos selvagens e aos próprios homens que comanda.
   Para lá da Muralha, a viagem de Bran prossegue. Mas outras viagens convergem para a Baía dos Escravos, onde as cidades dos esclavagistas sangram e Daenerys Targaryen descobre que é bastante mais fácil conquistar uma cidade do que substituir de um dia para o outro todo um sistema político e económico. Conseguirá ela enfrentar as intrigas e ódios que se avolumam enquanto os seus dragões crescem para se tornarem nas criaturas temíveis que um dia conquistarão os Sete Reinos?"

   Boas pessoal...
   Aqui estou eu na recta final do mês de Março pronto a colocar mais uma masterpiece do famosíssimo George Martin, desta vez o nono livro da colecção que tem actualmente dez volumes.
   Em relação a este livro é uma espécie de repetição dos dois livros anteriores numa boa maneira, visto que relata os acontecimentos importantes fora de Porto Real na mesma altura que estes acontecem nos dois livros anteriores.
   Para mim achei este livro muito melhor visto que tinha muito mais da minha personagem favorita, Daenerys, no entanto, tanto ela como outras personagens, Bran, Jon desenvolvem-se brutalmente e de forma por vezes um pouco inesperada tornando tudo muito mais interessante, logicamente.
   A escrita do autor não tem nada a apontar, continua excelente como nos outros volumes claro. A forma como consegue escrever como se fossem várias pessoas e criar surpresa em relação a personagens que antes os leitores poderiam odiar é mesmo surpreendente.
   Neste livro o autor conseguiu por-me a mim numa situação que nunca pensei, li uma parte que me revoltou completamente e fiquei frustrado que aquilo acontecesse no livro, mas mesmo assim continuava pregado ao livro a continuar a leitura até ao último ponto final.
   É mais um livro a acompanhar muito atentamente. Se quiserem ver mais desta colecção basta seguirem os link's: Crítica - O Mar de Ferro
   Se quiserem comprar esta obra prima: Wook
   Boa Leitura... ;)
9/10

André

quinta-feira, 22 de março de 2012

Booking Through Thursday - Tudo o que Possas Fazer, Eu Posso Fazer Melhor

   Algum tempo atrás, entrevistei os meus leitores para variar e a minha questão final era, "Que pergunta é que NÃO FIZ no BTT que gostarias que eu perguntasse?" obtive grandes respostas e vou colocar algumas de tempos a tempos para vos perguntar, como agora a Patricia perguntou:
   "Alguma vês leste um livro e pensaste que tu o poderias ter escrito melhor?"

   André: Nop, a mim nunca me aconteceu isso, os livros que gosto acho que não deveriam ser mudados e os que não gosto acho que é mesmo por causa da história em si e não de coisas que se possam mudar. Tirando livros que têm parágrafos gigantescos aí escreveria parágrafos mais pequenos ou sem tantos detalhes.

sábado, 17 de março de 2012

O Mar de Ferro - George R. R. Martin

   "Quando Euron Greyjoy consegue ser escolhido como rei das Ilhas de Ferro não são só as ilhas que tremem. O Olho de Corvo tem o objectivo declarado de conquistar Westeros. E o seu povo parece acreditar nele. Mas será ele capaz?
   Em Porto Real, Cersei enreda-se cada vez mais nas teias da corte. Desprovida do apoio da família, e rodeada por um conselho que ela própria considera incapaz, é ainda confrontada com a presença ameaçadora de uma nova corrente militante da Fé. Como se desenvencilhará de um tal enredo?
   A guerra está prestes a terminar mas as terras fluviais continuam assoladas por bandos de salteadores. Apesar da morte do Jovem Lobo, Correrrio ainda resiste ao poderio dos Lannister, e Jaime parte para conquistar o baluarte dos Tully. O mesmo Jaime que jurara solenemente a Catelyn Stark não voltar a pegar em armas contra os Tully ou os Stark. Mas todos sabem que o Regicida é um homem sem honra. Ou não será bem assim?"

   Boas pessoal...
   Once again, estou eu aqui no blog para mais um livro digno de ser lido e relido, o oitavo da grande colecção e bastante famosa da saga Gelo e Fogo conhecida também por Game of Thrones. Para aqueles fãns absolutos deste autor, aposto que já sabem que ele vai cá estar em Portugal no mês de Abril por volta de dia 18 a 20, para o lançamento de mais um livro com um conto deste mundo de Westeros.
   Quanto ao livro da colecção que eu acabei de ler está bastante bom, um pouco melhor que o anterior, no entanto não tão bom quanto o sexto livro. Isto talvez se deva à pouca diversidade de perspectivas de personagens que lemos, não são muitas, apesar de isso ser justificado no final deste livro e duma forma que promete entusiasmar os leitores.
   Mesmo assim só com personagens que normalmente os leitores não gostariam o autor conseguiu fazer mil e uma coisas deles e conseguiu continuar a escrever de forma maravilhosa e engenhosa.
   Contem com surpresas, com arrepios, com gargalhadas e com sentimentos diversos como piedade, raiva, tristeza, compaixão e por aí fora ao lerem um livro que é dos mais pequenos na colecção com cerca de 320 páginas de leitura.
   É um livro bastante bom e aconselhado a todos para ler, se quiserem saber mais da colecção sigam o link: Crítica - O Festim dos Corvos
   Para comprarem o livro nada melhor do que: Wook
   Boa Leitura... ;)
8/10

André

quinta-feira, 15 de março de 2012

Booking Through Thursday - Lições

   Algum tempo atrás, entrevistei os meus leitores para variar e a minha questão final era, "Que pergunta é que NÃO FIZ no BTT que gostarias que eu perguntasse?" obtive grandes respostas e vou colocar algumas de tempos a tempos para vos perguntar, como agora a Ted perguntou:
   "Alguma vez usaste um livro para instruir alguém de algo ou existe alguém a quem gostasses de fazer isso? (eu não digo um livro de escola, mas uma obra de ficção ou mesmo de não-ficção que gostasses que passasse uma certa mensagem quer fosse pela personagem quer pela história). Qual é o livro e o que gostarias que dissesse?"

   André: Eu conheço um livro que por acaso gostei bastante de o ler e que acho que todos deveriam lê-lo. Chama-se Breve História de Quase Tudo, não foi aqui publicado no blog, para pesar meu, mas transmite conhecimento de tudo, o que eu acho bastante bom, visto que todos deveriam conhecer do mundo e de tudo um pouco.

domingo, 11 de março de 2012

Sangue Oculto - Charlaine Harris

   "Sookie terminou a sua relação com Bill após considerar que ele a traiu. Um dia, quando sai do trabalho para casa, depara-se com um vampiro nu e desorientado. Rapidamente ela percebe que ele não tem a mínima ideia de quem é nem para onde vai, mas Sookie sabe: ele é Eric e parece tão assustador e sexy - e morto - como no dia em que o conheceu.
   Mas agora como Eric está com amnésia, torna-se doce e vulnerável, e necessita da ajuda de Sookie - porque seja quem for que lhe tirou a memória, agora quer tirar-lhe a vida.
   A investigação de Sookie leva-a a uma batalha perigosa entre bruxas, vampiros e lobisomens. Mas pode existir um perigo ou ameaça ainda maior - ao coração de Sookie, porque estando Eric mais gentil e mais doce... é muito difícil resistir."

   Boas Leitores...
   Depois de tanto tempo sem ler esta saga finalmente voltei a lê-la, entretanto já há mais de dez livros na colecção e eu apenas vou no quarto.
   Bem quanto a este quarto volume gostei da parte mais íntima do livro em relação à história e ao resto. Primeiro deixem-me dizer que esta escritora tem uma escrita leve, boa para se ler rapidamente, felizmente precisava mesmo deste tipo de leitura.
   Em relação à história, tem um ponto fraco que é a junção de tudo e mais alguma coisa que seja sobrenatural, a autora vai acrescentando coisas ao longo da colecção, primeiro vampiros, depois lobisomens, fadas, bruxas, tudo, o que torna os livros um bocado iguais a tantos que andam por aí.
   Por outro lado, para compensar isto, neste livro a autora parece que evoluiu quanto à parte romântica e amorosa, porque gostei bastante de ler essa parte dando-me entusiasmo, tirando umas partes mais adultas.
   Tem os seus pontos fracos e os seus pontos fortes é um livro mediano, se quiserem saber mais, sigam os link's para as críticas dos livros anteriores: Crítica - Clube de Sangue
   Se quiserem comprar este livro: Wook
   Boa Leitura... ;)
6,5/10

André

quinta-feira, 8 de março de 2012

Booking Through Thursday - Mais!

   Algum tempo atrás, entrevistei os meus leitores para variar e a minha questão final era, "Que pergunta é que NÃO FIZ no BTT que gostarias que eu perguntasse?" obtive grandes respostas e vou colocar algumas de tempos a tempos para vos perguntar, como agora a Ted perguntou:
   "Qual livro sem colecção é que gostarias de ler a sequela? Tens alguns desejos do que poderia acontecer?"

   André: Adoraria poder ver uma sequela do Nómada de Stephenie Meyer, quanto ao que gostaria que acontecesse não sei, isso ficaria ao critério da autora, para que me surpreendesse, de preferência pela melhor maneira.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Refúgio - R. A. Salvatore

   "Depois de escapar da sociedade cruel e vingativa de Menzoberranzan, a sua cidade natal escondida nas profundezas da terra, Drizzt inicia uma nova aventura num mundo inteiramente diferente. Desta vez na superfície, sob a luz revigorante de um sol que o fascina e rodeado por florestas frondosas e mil e um segredos para descobrir. Mas esse novo mundo também pode ser hostil e, pior, os elfos negros não desistiram de o caçar.
   Poderá Drizzt encontrar refúgio longe das trevas que rodeiam a sua raça e integrar-se num mundo que o olha com desconfiança e temor? Não perca a dramática conclusão da trilogia do Elfo Negro.

Venha descobrir Drizzt, o elfo negro, uma das personagens
mais lendárias da fantasia. E acompanhe-o na épica e intrépida jornada
para longe de um mundo onde não tem lugar... em busca de outro,
na superfície, onde talvez nunca o aceitem."

   Olá olá pessoal...
   Mais uma vez me encontro aqui a colocar um livro dentro de tantos, desta vez um que tanto esperava que era o último livro da trilogia O Elfo Negro, como devem ter reparado na sinopse.
   Apesar de este ser o último livro desta trilogia não se assustem, há mais uma trilogia a ser editada actualmente, que também tem Drizzt como personagem principal, se não me engano.
   Quanto a este livro digamos que é muito bom em geral, mas para mim não assim tão bom. Possivelmente mais devido aos meus gostos.
   Digo já o ponto mau e que não gostei, que não se deve apenas neste livro mas sim ao longo da trilogia que é a emoção de guerras e intrigas dum reino que se vai desvanecendo, até neste livro não haver nada disso, mas entendo isso, visto que a história tinha de se desenrolar por esse lado não era?
   Mas acho o livro muito bom em relação ao resto, à história de Drizzt, ao cenário onde ele está, à escrita, à capa e ao companheiro de sempre do Drizzt, Guenhwyvar, a pantera absolutamente fascinante.
   Achei toda esta trilogia muito boa, apesar de ir perdendo um pouco a sua qualidade mas apenas ligeiramente, continuando a ter um grande pedigree. Aconselho todos a lerem esta colecção se não tiverem nenhum livro actual para ler, ou então para futuras leituras.
   Se quiserem saber alguma informação adicional sobre a trilogia sigam o link: Crítica - Exílio
   Para terem este livro comprem aqui: Wook
   Boa Leitura... ;)
8/10

André
  

sexta-feira, 2 de março de 2012

As Quatro Últimas Coisas - Paul Hoffman

   "Morte, Juízo, Paraíso e Inferno. 
   As Quatro Últimas Coisas que nos reserva o Destino.
   Agora há uma Quinta.
   O Seu Nome é Thomas Cale. 
   De regresso ao Santuário dos Redentores, Thomas Cale parece aceitar o papel que lhe é atribuído: o destino escolheu-o como o Braço Esquerdo de Deus, o Anjo da Morte. O poder absoluto está agora ao seu alcance; o terrível zelo e domínio militar dos Redentores é uma arma nas suas mãos e ele está pronto para cumprir o objetivo supremo da Única e Verdadeira Fé - a destruição da Humanidade.
   Mas talvez o sombrio poder dos Redentores sobre Cale não seja suficiente - ele vai do amor ao ódio num abrir e fechar de olhos, da bondade à mais brutal violência num segundo. A aniquilação que os Redentores procuram pode estar nas mãos de Cale - mas a sua alma é muito mais estranha do que alguma vez poderão imaginar..."

   Boas pessoal...
   Bem vindos ao novo mês de Março, sei que as leituras não tem sido lá muito regulares (principalmente por parte do Bruno, mas estamos a tentar resolver isso. Vamos colocar aqui coisas o mais rápido possível).
   Falemos deste livro, a continuação do último livro que cá pus, continuação de O Braço Esquerdo de Deus, este é o segundo livro, possivelmente ou duma trilogia ou de uma série, sendo que o resto dos títulos ainda estão para sair.
   Digamos que este segundo livro está em certos aspectos melhor que o anterior. Quanto à história em si no facto de surpresas, intrigas, descriçao de batalhas e afins está melhor, há mais quantidade. Por outro lado o tamanho dos parágrafos e de algumas descriçoes continuam a ser um pouco extensos demais, cansando facilmente o leitor.
   Continuo a adorar a habilidade que este autor teve de criar este mundo que muitas vezes esquecemos que não é o nosso de tão parecido que é, toda a analogia feita está óptima.
   É uma boa continuação, esperarei pelo resto. Se vocês quiseres saber mais desta colecção sigam o link: Crítica - O Braço Esquerdo de Deus
   Para comprarem este livro sigam o link: Wook
   Boa Leitura... ;)
7/10

André

quinta-feira, 1 de março de 2012

Booking Through Thursday - Um Tipo Diferente de Romance

   Algum tempo atrás, entrevistei os meus leitores para variar e a minha questão final era, "Que pergunta é que NÃO FIZ no BTT que gostarias que eu perguntasse?" obtive grandes respostas e vou colocar algumas de tempos a tempos para vos perguntar, como agora a Ted perguntou:
   "Alguma vez apaixonaste-te por uma personagem ficcional? Quem e o que é que fez-te gostar dele(a)?"

   André: Bem esta resposta para mim é simples, não, nunca me apaixonei por nenhuma personagem, está bem que quando leio é como se estivesse num mundo à parte, mas não assim tanto que me apaixone por personagens de livros...