sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Criaturas Maravilhosas - Kami Garcia & Margaret Stohl

   "NUMA CIDADE ONDE NADA ACONTECE, UM SEGREDO PODERÁ MUDAR TUDO.
   Lena Duchannes é diferente de qualquer pessoa que a pequena cidade sulista de Gatlin alguma vez conheceu. Ela luta para esconder o seu poder e uma maldição que assombra a família há gerações.
   Mas, mesmo entre os jardins demasiado crescidos, os pântanos lodosos e os cemitérios decrépitos do Sul esquecido, há um segredo que não pode ficar escondido para sempre.
   Ethan Wate, que conta os meses para poder fugir de Gatlin, é assombrado por sonhos de uma bela rapariga que ele nunca conheceu. Quando Lena se muda para a mais infame plantação da cidade, Ethan é inexplicavelmente atraído por ela e sente-se determinado a descobrir a misteriosa ligação que existe entre eles."

   Boas pessoal...
   Aqui estamos nós no fim do mês de Setembro, em que deixem-me dizer-vos que ultrapassou as visitas de todos os outros meses, pelos vistos as mudanças que vamos pondo aqui estão a melhorá-lo.
   Bem, falemos do livro, eu tinha desde há muito tempo a curiosidade de ler este livro para saber como seria, seria um daqueles livros que falam de dragões, fadas e coisas afins? Afinal não, é um romance, de fantasia obviamente, bastante agradável e apelativo.
   A história está bastante atractiva, o facto dos sonhos que as duas personagens principais, o casal central, têm e o modo como eles têm uma ligação que podem falar por pensamentos (o que me fez lembrar o livro que escrevo) e os mistérios que vão sendo revelados ao longo do livro, juntamente com as adições de pormenores fascinantes que misturam o mundo real com o mundo da fantasia tornam o livro fácil de ler, divertido e bom. Não posso deixar de referir que as referências actuais das autoras aumentam a facilidade de leitura. Para além disso a capa deste livro está mesmo muito boa, apesar de estar muito mais direccionada para o público feminino, mas não deixa de ser uma capa muito bem desenhada.
   As únicas coisas que não jogam muito a favor do livro são a previsibilidade de alguns acontecimentos, o que tornam a obra menos atractiva quando deveria ser o apocalipse de surpresas. Mas não podemos querer tudo não é?
   Uma boa leitura, e a seguir vai-se ler o seguimento desta obra, até lá. Se quiserem comprar o livro basta clicarem aqui: Wook
 

   Boa Leitura... ;)
7/10
André

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Booking Through Thursday - Em Voz Alta


1 – O que pensas de ler em voz alta/te lerem em voz alta? Traz de volta memórias da infância?
2 – Isto afecta a forma como encaras os audiobooks?
3 – Actualmente, lês em voz alta ou alguém lê para ti?

   André: Em relação à primeira pergunta deixem-me que vos diga que só quando era pequeno é que gostava que me lessem em voz alta, os meus pais liam-me as histórias da Disney e eu adorava, actualmente já não leio nada em voz alta, prefiro o silêncio. Com isto respondi também à terceira pergunta, em relação à segunda pergunta, não afecta muito o facto de ler em voz alta me lembrar tempos de infância, nunca fui um grande fã de audiobooks, prefiro mesmo livros reais, na mão.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

O Dardo de Kushiel - Jacqueline Carey

   "TERRE D'ANGE é um lugar de beleza sem igual. Diz-se que os anjos deram com a terra e a acharam boa... e que a raça resultante do amor entre anjos e humanos se rege por uma simples regra: ama à tua vontade. Phèdre é uma jovem nascida com uma marca escarlate no olho esquerdo. Vendida para a servidão em criança, é comprada por Delaunay, um fidalgo com uma missão muito especial... Foi, também ele, o primeiro a reconhecê-la como a eleita de Kushiel, para toda a vida experimentar a dor e o prazer como uma coisa só.
   Phèdre é adestrada nas artes palacianas e de alcova, mas, acima de tudo, na habilidade de observar, recordar e analisar. Espia talentosa e cortesã irresistível. Phèdre tropeça numa trama que ameaça os próprios alicerces da sua pátria. A traição põe-na no caminho; o amor e a honra instigam-na a ir mais longe. Mas a crueldade do destino vai levá-la ao limite do desespero... e para além dele. Amiga odiosa, inimiga amorosa, assassina bem-amada; todas elas pode usar a mesma máscara reluzente neste mundo, e Phèdre apenas terá uma oportunidade de salvar tudo o que lhe é mais querido."

   Boas pessoal...
   Aqui estou eu, mais uma vez, lamento não publicar nada mais cedo, mas as praxes têm dado cabo de mim, chego a casa tarde e tenho de sair de casa cedíssimo, e foi por essa razão que não postei mais cedo, apesar de eu ter acabado este livro já na terça feira.
   E agora falando um pouco do livro, é duma colecção, a Saga de Kushiel, e não sei quantos livros tem ou terá, sei apesar disso que já foram publicados mais dois no mínimo.
   Em relação ao livro e à história, não foi nada do que pensava que este livro se tratava, pensei que fosse fantasia ou ficção por na sinopse falar de anjos e a sinopse parecer mais aventura e acção com uma espia e tal, mas não tem nada haver. Parece mais um conto com cenário da Idade Média como muitos outros só que com uma humanidade com uns princípios mais diferentes.
   Como tal aconselho só adolescentes um pouco mais velhos a lerem este livro, já que se trata dum livro com muita acção sexual descrita. O que para uns vai ser melhor que para outros.
   De resto não há muito mais a dizer, as personagens são as básicas como sempre, o enredo tem os seus pontos fortes e alguns pontos mortos, onde aquilo é um blá blá que não interessa para nada. Se quiserem comprar o livro: Wook

   Boa Leitura... ;)
6,5/10

André

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Booking Through Thursday - Em Público

   Levas sempre contigo os livros quando sais de casa?
   Alguma vez tentaste ou escondeste as capas dos livros, para que ninguém visse?

   André: Sempre, ou quase sempre, que saio de casa levo o livro que estou a ler, mesmo que saiba que o mais provável é não ler, estou sempre na esperança de encontrar um tempinho para ler. Em relação às capas, acho que nunca fiz isso, apesar de às vezes ver pessoas a olhar para os meus livros e me apetecer fazê-lo. Outras vezes já quis esconder a capa mas com o objectivo e protegê-la para não se estragar.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

A Lança do Deserto - Peter V. Brett

   "O Sol põe-se sobre a Humanidade. A noite pertence agora a demónios vorazes que se materializam com a escuridão e que caçam sem tréguas, uma população quase extinta, forçada a acobardar-se atrás da segurança de guardas de poder semi-esquecidas. Mas estas guardas apenas servem para manter os demónios à distância e as lendas falam de um Libertador; um general, alguns chamar-lhe-iam profeta, que em tempos uniu a Humanidade e derrotou os demónios. No entanto esses tempos, se alguma vez existiram, pertencem a um passado distante. Os demónios estão de volta e o Libertador é apenas um mito... Ou será que não? Do deserto vem Ahmann Jardir, que transformou as tribos guerreiras de Krasia num exército que extermina os demónios. Ele auto-proclamou-se Shar'Dama Ka. O Libertador, e traz consigo armas ancestrais - uma lança e uma coroa - que atribuem credibilidade à sua pretensão. Ao jurar seguir os passos do primeiro Libertador, ele veio para Norte a fim de unir as cidades-estado numa força única que lutará contra os demónios, quer elas queiram quer não.
   Mas os habitantes do Norte afirmam possuir o seu próprio Libertador, Arlen, que todos conhecem por O Homem Pintado, uma figura obscura com a pele tatuada com guardas tão poderosas que se tornou um oponente temível a qualquer demónio. O Homem Pintado nega ser o Libertador, no entanto as suas acções falam mais alto que as suas palavras, ensinando homens e mulheres a enfrentar os seus medos e a oporem-se às criaturas que os atormentam há século.
   Em tempos o Shar'Dama Ka e O Homem Pintado foram amigos, irmãos de armas, mas agora são adversários ferozes. Apanhados na contenda estão Renna, uma jovem que é levada até aos limites da resistência humana; Leesha, uma jovem e orgulhosa herbanária cujos dotes de guardadora superam os do próprio Homem Pintado; e Rojer, um jogral com um dote para a música que acalma os demónios, ou os leva a tamanho frenesim que se atacam uns aos outros. Mas, enquanto as velhas alianças são testadas e as novas alianças se estabelecem, surge uma nova espécie de demónio, mais inteligente e mortífero do que qualquer outro alguma vez visto."

   Boas pessoal
   E aqui estamos nós no quarto livro publicado do mês, e este o seguimento de, como já devem ter adivinhado, O Homem Pintado do ciclo A Noite dos Demónios.
   Esta obra com mais de 700 páginas é tão ou mais fantástica que o livro anterior. A história continua e com ela as guerras, os demónios, o futuro de todas aquelas personagens que gostamos.
   Este volume não se centrou tanto no facto de dar a entender que mundo era aquele e a história dos demónios e da Humanidade mas sim mais a história do Shar'Dama Ka e os problemas do passado que voltaram a assombrar Arlen, mas isso não tira pontos nenhuns ao livro, pelo facto de que aqueles mistérios deixados em aberto no livro anterior são agora esclarecidos como a cultura de Krasia e a sua população todas essas coisas.
   Surpreendeu-me o facto de a minha opinião não se definir acerca de quem seria o verdadeiro Libertador, e dou os parabéns a Peter V. Brett por esse facto, não tornou o livro previsível, não só nesse ponto mas em muitos mais em que a minha opinião deixou-me verdadeiramente dividido, fabuloso.
   Quem já leu O Homem Pintado e gostou, então aconselho a irem correr comprar este segundo volume, adorei.
   Se quiserem saber mais basta seguirem o link: Crítica - O Homem Pintado
   Para comprarem o livro cliquem aqui: Wook

   Boa Leitura... ;)
9/10

André

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Booking Through Thursday - Repetição

    Já alguma vez acabaste um livro e gostaste tanto dele que voltaste logo atrás para relê-lo outra vez?
(e se sim obviamente que queremos títulos)

   André: Por acaso já me ocorreu isso uma vez, uma única aliás, foi numa idade mais tenra, tinha acabado de ler o livro Eragon (ainda não publicado no blog) e tinha adorado tanto tanto, que voltei logo a lê-lo. Sem ser tão repentino já aconteceu eu gostar tanto de um livro que voltei a lê-lo passado algum tempo. Mas acabar de ler e voltar a ler logo de seguida só mesmo o Eragon. Talvez se deva ao mudar dos meus hábitos de leitura, e ao facto de ter constantemente novos livros para ler. Mas gostava de voltar a ler alguns livros que cá tenho.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Génesis 1 - Gelo - Wolfgang e Heike Hohlbein

   "A bordo de um navio - em viagem entre a Cidade do Cabo, África do Sul, e Brisbane, Austrália - Ben, um jovem de dezassete anos, passa os dias morto de tédio... até que, diante da gélida Antárctida, o paquete de luxo é atacado por um sinistro navio-fantasma, transformando-se num cenário de horror, executado por uma tripulação ávida de sangue. Mas quando o navio encalha na Antárctida, o pesadelo ganha contornos verdadeiramente tenebrosos. Debaixo do gelo imutável, habita um poder antiquíssimo e malévolo, cujo tempo acabou de irromper...
   Um thriller apocalíptico saído da mente do rei do fantástico..."

   Boas pessoal...
   Lembram-se do Booking Through Thursday - Clima Tempestuoso ? A trilogia que referi nessa altura começa neste livro, Gelo, a trilogia chamada Génesis, escrita por marido e mulher Hohlbein está completamente viciante.
   A sinopse deste livro corresponde apenas a 10% do que o livro fala, não são fantasmas nem piratas, são criaturas demoníacas, absolutamente aterrorizadoras.
   Também é fantástico como eles escrevem a situação tão bem e aprofundam temas que a maioria nunca ouviu falar, como por exemplo ciência Genética, entre outros.
   Acho o livro absolutamente bem escrito, por vezes ao virar a página seguinte ficava de respiração suspensa a pensar no que iria acontecer a seguir, e fiquei completamente abalado quando o livro terminou desejando sair e ir comprar de seguida o segundo livro. Adorei, aconselho a lerem se gostam de ficção e acção. Para comprarem o livro cliquem aqui: Wook

   Boa Leitura... ;)
8,5/10

André

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Booking Through Thursday - Fila

O que é que estás a ler agora?
Recomendavas-o?
E qual é o próximo?

   André: Bem como podem ver ao lado, estou actualmente a ler A Lança do Deserto, que pertence ao Ciclo A Noite dos Demónios sendo o segundo livro desta colecção.
   Se aconselhava alguém a ler este livro? Bem iniciei a leitura à pouco, mas já estou a adorar, por isso, sim, aconselhava-o a todas as pessoas que gostam de fantasia/acção.
   O próximo livro que vou ler não tem nada haver com este, é O Dardo de Kushiel de Jacqueline Carey, espero gostar.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

O Homem Pintado - Peter V. Brett

   "Por vezes, há boas razões para recear a escuridão...
   Aos onze anos, Arlen vive com os seus pais numa pequena quinta, a meio dia de viagem da aldeia isolada de Ribeiro de Tibbet. Quando a escuridão cai sobre o mundo de Arlen, uma estranha névoa ergue-se do chão, com uma promessa de morte aos que forem suficientemente tolos para enfrentar a escuridão crescente; pois há demónios famintos que se materializam da névoa e se alimentam dos vivos. Quando o sol se põe, não resta alternativa senão abrigarem-se atrás de guardas mágicas e rezarem para que as suas protecções resistam até as criaturas se dissolverem aos primeiros indícios da madrugada.
   A partir do momento em que a sua vida é despedaçada pela praga dos demónios, Arlen vê-se forçado a perceber que é o medo, e não os demónios, a dominar verdadeiramente a Humanidade. Acreditando que existirá algo mais no mundo, ele arrisca abandonar a segurança das suas guardas com o objectivo de descobrir um novo caminho.
   Na pequena aldeia de Outeiro do Lenhador, o futuro perfeito de Leesha é destruído pela traição e por uma mentira. Publicamente humilhada, acaba a recolher ervas e a cuidar de uma anciã mais temível do que os nuclitas. No entanto, a sua desgraça transforma-a na guardiã de um saber antigo e perigoso.
   Órfão e mutilado pelo ataque dos demónios, o jovem Rojer encontra o conforto no domínio das artes musicais de um Jogral, descobrindo que o seu talento único lhe confere um poder inesperado sobre a noite.
   Juntos, estes três jovens irão oferecer à Humanidade uma última e fugaz hipótese de sobrevivência."

   Boas pessoal
   Aqui estou eu e deixem-me desejar os parabéns atrasados ao blog, visto que fez um ano.
   Em relação ao livro que acabei de ler, fiquei deveras surpreendido, adorei este livro, tem uma história absolutamente arrebatadora.
   O ponto forte deste livro é o facto de não ter haver com criaturas que andam na ribalta ultimamente, nem vampiros, nem zombies nem lobisomens, nada disso, são simplesmente criaturas, chamadas demónios que nascem à noite, bela ideia.
   Os cenários, apesar de um pouco clichés, alguns, porque há outros diferentes e óptimos, também estão ricamente descritos.
   Não tenho muito mais a dizer a não ser que acho um excelente livro e aconselho vivamente a lerem, é uma novidade em relação a muitos outros livros que andam por aí, e não tem muitas fraquezas por onde se possa pegar. Mas atenção, não é para qualquer um, este livro tem 606 páginas, por isso boa sorte para o lerem... Se quiserem comprá-lo cliquem aqui: Wook

   Boa Leitura... ;)
9/10

André

domingo, 4 de setembro de 2011

Booking Through Thursday - Clima Tempestuoso

Enquanto a minha cidade ultrapassa o recorde de secas, épicas inundações, o furacão Irene, deixem-me perguntar-lhe:
Qual é o seu livro com eventos climáticos? Furacões? Tornados? Nevões? Real? Ficção? Não importa... o clima aparece muito em livros, por isso tem que haver um favorito nalgum lugar, hein?

André: Bem, quanto a mim, acho que o melhor livro que se adequaria a esta situação seria um conjunto de livros que ainda não publiquei aqui, apesar de os ter lido, pertence à colecção Génesis, de Wolfgang & Heike Hohlbein, seriam todos os 3 volumes, porque em todos eles ocorre uma tempestade de neve de proporções épicas, mas para que saibam mais, eu em breve publicarei esses livros aqui.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Exílio - R. A. Salvatore

   "Após renegar a sua própria família e partir para longe de Menzoberranzan, a sua pátria, Drizzt tem que aprender a sobreviver e conquistar um novo lar no imenso labirinto dos túneis subterrâneos onde se ocultam criaturas das trevas. Mas o verdadeiro perigo parte da sua própria raça e Drizzt terá que estar atento a sinais de perseguição, pois os elfos negros não são um povo misericordioso...

Venha descobrir Drizzt, o elfo negro, uma das personagens
mais lendárias da fantasia. E acompanhe-o na épica e intrépida jornada
para longe de um mundo onde não tem lugar... Em busca de outro,
na superfície, onde talvez nunca o aceitem."

   Boas pessoal...
   Novo mês, novo livro, a continuação da trilogia do Elfo Negro, desta vez denominado Exílio.
   Em comparação ao livro anterior, eu não gostei tanto deste, mas isso para mim, visto que gostei do primeiro por ter mais cenas de guerra em si e não de lutas repentinas, por ter mais intriga que este segundo volume. No entanto, este volume está também muito bem escrito, a história continua a ser absolutamente fantástica e atractiva.
   Drizzt e a sua raça de elfos negros continuam também a captar-me muito com o seu estilo, juntamente com os seus cenários, quer de Menzoberranzan, quer das outras grutas, e também com os seus estilos de vida, com a adoração da deusa Lolth.
   Ponto positivo do livro é que não se baseia só em guerras ou lutas, ou fugas, tem também partes comoventes como a luta interior de um certo pech, que se quiserem saber qual têm de ler.
   Se quiserem saber também da crítica à obra anterior, basta seguirem o link: Crítica - Pátria
   Comprem este livro aqui: Wook
   Boa Leitura... ;)
8,5/10

André